A FAZENDA: A grande fazenda Horizonte Perdido - Para qualquer lado que eu olhe só vejo plantações e mais plantações. Seja de soja, de trigo, de arroz ou girassol

A grande fazenda Horizonte Perdido - Para qualquer lado que eu olhe só vejo plantações e mais plantações. Seja de soja, de trigo, de arroz ou girassol




Para qualquer lado que eu olhe só vejo plantações e mais plantações. Seja de soja, de trigo, de arroz ou girassol 
Moro numa grande fazenda. Não exatamente na fazenda, mas na fazenda. Esta fazenda tem, segundo ouço eles dizerem aqui, 1.000 km quadrados e suas terras são praticamente planas. Para qualquer lado que eu olhe só vejo plantações e mais plantações seja de soja ou arroz ou girassol ou trigo, dependendo de onde estou na fazenda. E desde que me lembro sempre morei nesta fazenda. Também desde que me lembro nunca saí dessa grande fazenda.


Você pode gostar:

Não posso atravessar a cerca que contorna a fazenda e seus limites eh o meu mundo. Tudo que vejo são plantações de arroz, soja, trigo e girassol além, claro, das pessoas que aqui trabalham, os donos da fazenda e os caminhoneiros que vem buscar soja, arroz, trigo  e girassol quando eh época de colheita. A época do ano que mais converso com pessoas eh a mesmo a época da colheita dos grãos. São filas intermináveis de caminhões que veem buscar os grãos produzidos na fazenda.


Você pode gostar:

Nessa época de colheita eh que fico sabendo um pouco mais do que existe além das cercas da fazenda, conversando com os caminhoneiros que veem de todos os cantos do Brasil buscar os grãos que são plantados aqui nesta fazenda. Mas assim como não sei nada destes caminhoneiros, eles também não sabem nada de mim


Você também pode gostar:



Nenhum comentário:

Postar um comentário