A FAZENDA: O FOGÃO A LENHA E A SERRAGEM

O FOGÃO A LENHA E A SERRAGEM





O fogão a lenha de nossa casa não usa lenha. Isso mesmo, não usa lenha. Para ele funcionar a gente usa serragem. Serragem eh um pó que sai da madeira quando ela eh serrada. Na empresa onde meu pai trabalha tem a marcenaria que faz móvel. Eles trabalham o dia inteiro serrando madeira.

Então acumula muita serragem. Na maioria das casas do nosso bairro, os moradores usam lenha no fogão a lenha. Poucos usam serragem como a gente. Essa serragem a gente tem que buscar nesta marcenaria, mas só podemos pegar serragem na sexta feira e depois que eles param de trabalhar. E só temos meia hora pra fazer isso.
Na sexta feira na hora do almoço meu pai já avisa para mim e mais dois irmãos meu que temos que buscar serragem. Não podemos esquecer de jeito nenhum, porque se não tiver serragem não tem como acender o fogão e a gente apanha muito do meu pai.


Assim, quando a empresa onde meu pai trabalha apita avisando que faltam cinco minutos para encerrar o trabalho, saímos de casa com o saco para colocar a serragem. Como moramos quase em frente da marcenaria, não precisamos sair muito cedo. O saco de linhagem, eh assim que eles chamam esse saco feito de linha grossa e que a gente leva, eh o mesmo que vem com os sessenta quilos de arroz que minha mãe compra no armazém.
Meu pai guarda esses sacos de linhagem para buscar serragem mesmo. Para ir pegar a serragem a gente tem que esperar os funcionários saírem primeiro. Quando os funcionários saem, nós entramos e já olhamos o tamanho do monte de serragem. Eh mais alto que nossa casa. Meu pai já está lá esperando a gente. Meu pai eh que enche os sacos de serragem com uma pá e faz isso rapidinho.


Depois dos sacos cheio de serragem, meu pai amarra a boca de todos eles com um cordão. São cinco sacos de serragem que a gente pega toda sexta feira. Depois que meu pai termina de encher os sacos de serragem e amarrar, ele pega um e coloca no ombro e pega outro e vai segurando ele com a mão e vai indo embora. A serragem não eh pesada, mas num saco de sessenta quilos pesa um pouco e fica difícil de carregar para quem eh pequeno ainda.


Meus irmãos pega cada um o seu e vai indo embora. Eu não dou conta de colocar o saco de serragem no ombro e então vou arrastando e claro, fico para trás. E assim vou arrastando o saco de serragem pela rua muito vagarosamente. Algumas vezes acontece de o saco de linhagem furar e vai ficando uma trilha de serragem na rua.
Quando isso acontece meus irmãos chegam em casa e contam para meu pai. Eu fico tentando arrastar o saco de serragem e tapando o buraco ao mesmo tempo, dai nem saio do lugar. Meu pai chega, da um tapa na minha nuca e eu caio no chão. Então ele diz: Cabeça de bagre, não serve pra nada mesmo.


Meu pai pega o saco com a serragem e leva pra casa. Mesmo eu arrastando o saco de serragem por não dar conta de carregar nos ombros ou nos braços, e com isso ele furando às vezes, meu pai sempre diz que eu tenho que ir buscar serragem toda sexta até eu aprender a fazer alguma coisa direito.

Fonte dos textos e fotos: Thymonthy Becker




CONHEÇA O ESTADO DO CEARÁ


MINHA VIDA NA FAZENDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário